quinta-feira, 14 de maio de 2015

Decifra-me...

...E então a Esfinge lhe recitou a famosa frase:
-Decifra-me, ou devoro-te.
Ele não era daquelas bandas, e não entendeu muito bem o que aquela estranha senhora dizia, mesmo quando esta insistiu na lingugem de sinais.
Achou que era algum tipo de pedágio, e lhe lançou a única drácma que lhe restava.
Pediu desculpas e seguiu adiante.



Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...