domingo, 17 de fevereiro de 2013

Desculpem, Não Sei Me Dar Com Minha Misantropia!


Gosto de conversas interiores, se bem que meus diálogos se tornam às vezes cíclicos e de expressões repetitivas!
Confesso que poucos deles são interessantes, ou relevantes ao ponto de transtornar meu parecer exterior, mas sigo essa dialética nada criativa enquanto acordado; quando no mundo onírico o debate se torna mais abstrato por conta das repressões e desvarios subconscientes e ali me reconheço uma pessoa potencialmente interessante, revestido de meus simbolismos e significados filtrados pela minha trindade psíquica e experiências existenciais.
De volta à lucidez; quando admito terceiros em meus embates, e quando aparo arestas e diferenças sócio-culturais, ou resolvo pendências das quais meu orgulho só se permite na minha virtualidade imaginativa, as personalidades alheias são diluídas e toda brutalidade de seu barbarismo ideológico desaparecem para que minha sensatez chame à razão todos os amalucados seguidores de suas próprias consciências!
Esses seres absurdos!Só encontram razão em mente alheia!



Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...