sexta-feira, 1 de abril de 2011

Chocolate e Mentiras.


A mesma mentira soava na rádio, e o caminhão se quebrava em lugar idêntico!
A propaganda do desastre ensaiado vendia o chocolate vagabundo como iguaria fina; e chamava às pressas estúpidos felizardos para lhes esvaziar o baú...
Chocolates enfeitados de adjetivos! Divertida farsa!
A primeira compra foi só surpresa, negociação tranqüila e simpatia demais para motoristas acidentados.
Fregueses familiarizados os chamavam pelo nome, mandavam lembranças aos entes e se abraçavam às caixinhas de porte inferior ao anuncio.
O acesso ao doce barato desculpava a falsidade da publicidade, e nos meses seguintes ainda esperavamos pela próxima quebra do caminhão instável...
Um engano que seguia doce; aumentando os lucros de seus pais ao preço dessa banalização de mentiras...
Singelas; mas ainda mentiras.

Anderson Dias Cardoso. 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...