terça-feira, 2 de junho de 2015

O Maluco e o Malandro.



Soubera que Lucrécio, o maluco do bairro, decidira empregar o dinheiro que havia herdado de sua tia Antimônia (uma quantia de mais ou menos oito mil reais), em algum negócio seguro e rentável. Abadio, o malandro da vizinhança, lhe convenceu de que “terra” era o investimento perfeito ao que desejava!
O pobre mentecápto perguntou se o homem possuía, ou conhecia quem dispusesse de algum imóvel “em conta”, e ele respondeu que ele mesmo não tinha nada disponível ali por perto, mas acabou o convencendo a comprar a Lua inteira, de um primo de seu cunhado, pelo valor que possuía, mais despesas de corretagem.
Os dois picaretas se riram um bocado; até que alguns meses depois descobriram que o doido havia se juntado à um agrimensor, e um outro corretor (tão “normais” quanto ele), e já haviam vendido algumas centenas de lotes, à um preço pouco inferior ao que haviam lhe entregado o satélite inteiro!


Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...