sábado, 23 de outubro de 2010

Ônibus...Um Universo Confinado.

Ônibus, plenitude da palavra coletivo, invasão de todos os sentidos, lugar de reencontros, novos amores, náuseas.
Onde cantam os mc’s, as frutas.Uma multidão se sufoca em uma verborragia alucinada
e pobreza paga caro pelo aperto; pela invasão.
É um nirvana torto, imposto, uma diluição do eu e da dignidade do ser.
É o espetáculo do lucro indigno, um sadismo exploratório de empregados, funcionários... semelhantes!!!
Onde o ter é igual a subjugar. A propaganda e a satisfação se excluem, o beneficio dado esconde a mão que furta...
Olhe e veja o luxo dos estofados, a novidade dos veículos, as superfícies emborrachadas.
Veja que cores vibrantes de um claustro moderno. Tormento do toque,dos tumultos,onde fervilham iras pelas pessoas erradas.
Purgatório, onde a salvação está no salto do próximo ponto...

Anderson Dias Cardoso.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...