sexta-feira, 24 de julho de 2015

Visitação.

A nave pairava quieta e enigmática sob aquela pequena cidade, e para bem além de seus limites municipais.Foram trinta e oito anos de convivência apreensiva, tentativas de contato e até violência por parte dum pequeno exército enviado por um país de mais recursos tecnológicos, que lhes propôs ajuda e socorro, em troca da posse da nave e tudo à ela relacionada.No entanto,nem um som, movimento ou dano.
Cinco milhões de anos,depois da "cerimônia-do-chá calistoriano"; aquela raça longeva e amistosa abriu suas portas para saudar seus anfitriões.
Não havia mais ninguém!




Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...