domingo, 28 de julho de 2013

Teu Pouco Peso Pesa Um Mundo!



Já fora muito ativa, mas, quando lhe veio à razão, o espírito inquieto foi se apaziguando, até quase uma completa imobilidade!
Agora, em sua pré-adolescência, era revirada em suas fraldas imundas; sem qualquer protesto, e diante do mesmo episódio de um seriado antigo:
-É o seu preferido!-Dizia a calejada mãe, apercebendo-se das discretas respostas das pupilas da infanta, e o esboço do sorriso; explicando à visita da vez essa sua micro satisfação!
Levava então a papa à boca amolecida, e a criatura se babava em uma desajeitada mastigação, e logo a mulher a banhava com esponja úmida em água morna, secando delicadamente com toalha felpuda, e untava-lhe as juntas com pomadas.
Cobria daí, a finura das pernas, e a deixava ali, debilmente iluminada pelo espetáculo cíclico da já dita série; voltando de quando em quando para mudar o macilento corpo de lugar, para evitar escaras.
A porta permanecia, no entanto entreaberta; e enquanto a figura materna bamboleava seu cansaço para fora do quarto, a pequena parasita se remexia um pouco sobre seus colchões!
A preguiça era um tão delicioso expediente; não conseguia imaginar como não conhecesse outras farsas como a sua!                               



Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...