segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Pareidolia.


As nuvens às vezes sorriem, enquanto alguns desvendam formas e faces nas ranhuras das árvores.
Cada contorno um significado, uma mística preditiva ou um manifestar, como se o próprio Deus realizasse suas epifanias em fatias de pão!
Das miríades de criaturas existentes acrescentem-se outros dobros para tantas coincidências semelhantes aos corpos, umas tantas substâncias e suas características de aparente vida ou qualquer criação humana.
E o que se dizer dessa teima estúpida de achar coisa aquilo que coisa não é!
E se a mente em sua inocência brinca de encontrar significado, alguns enlouquecem por mistificar o jogo...
E, ironicamente, o mundo tem matéria prima de sobra para a proliferação de malucos.


Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...