sábado, 18 de abril de 2015

Na Casa Errada.

Quando chegou trouxe consigo o aroma do perfume da moda, que, ao abrir da porta encheu a casa inteira.
Os cabelos grisalhos, aparados no tamanho certo do bom gosto, unhas manicuradas.
Ajeitou os óculos, tirou uma poeirinha imaginária do terno feito sob medida, e lhe ofereceu o maior bouquet que jamais recebera!Rosas vermelhas e graúdas.
Ele sorria, porém ela não entendia o motivo daquilo tudo. Não o conhecia!
Ela aceitou.
O marido foi despertado do transe da partida de futebol.
Calçou os chinelos gastos, coçou a cabeça calva, vestiu a camisa carcomida por baratas e derrubou a lata de cerveja meio cheia e quase choca, durante o percurso.
Gritou o nome dela, enquanto o homem a chamava por outro que nem era seu...
Tudo aquilo sem razão ou sentido.
E foi assim que começou a briga! 



Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...