quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Homens.



O Homem mais rico do mundo.

Estava ali no canto do casebre, abraçado, como de costume, com aquele imenso cristal. Sempre ao fim da labuta (roça carpida, leite tirado e cavalos casqueados) se aquietava ali para rememorar o saudoso passado.O patrão lhe faltara novamente nas compras, e que lhe restava da comida era uma mão de arroz branco a ser cozido; mas ele não se importava!Pouco antes da morte o pai lhe entregou a pedra. Disse que desbastada renderia mais de oitocentos quilates, porém ele nunca se interessou na avaliação.E assim foi consigo, com seu filho, e o filho de seu filho...O mundo não carecia de mais diamantes.

 O Homem mais bonito do mundo.

O que se dizer de uma pessoa que sorri afetuosamente a todos, indistintamente?

 O Homem mais feliz do mundo.

A engenharia excepcional de seu cérebro lhe presenteava com generosas doses de serotonina e endorfina a cada adversidade, física, moral ou espiritual. Então ele vivia a se desculpar dessa felicidade, dessa culpa que não era culpa sua... Era da   química.



 Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...