domingo, 14 de setembro de 2014

O Herói!


Era daqueles heróis tradicionais, vindo de outra galáxia, com poderes sobre-humanos, moralidade ilibada, e outras qualidades que nos remeteriam aos clichês de hoje em dia.
Havia salvado a terra algumas centenas de vezes, de perigos de relevância variada, mas ainda assim alguns lhe chegaram a questionar o porquê de seus esforços serem num campo físico, sendo que a corrupção, e outros tipos de crimes continuavam ser cometidos mesmo sob seus olhos!
Será que só saberia “bater”?Não leria os jornais?Teria “rabo preso” com os políticos e empresas?Já ouvira falar que ele era como daqueles vigilantes motorizados que cobram uma taxa, grudam um adesivo na sua fachada e disponibilizam o celular para caso haja algum problema... Acredito nisso, já que quase nunca o vi salvando algum suburbano!
Parece que é judeu!Ouvi falar que até tem El no nome; o que me faz suspeitar ainda mais do cara, já que a Palestina tá uma bagunça, e ele não dá as caras por lá pra ajudar a resolver a confusão!...Fico pensando se é circuncidado. Pessoas à prova de bala devem ter o “couro” bem resistente...
Gosto bastante de teorias da conspiração, sabe?Um vizinho meu diz que essas batalhas monumentais que ele anda travando com esses inimigos anabolizados, e que destroem centenas de prédios, são encomendadas por empreiteiras de uns parentes do governador (há rumores de que o material com que reconstroem, ou reparam as construções são de segunda linha, e que isso não importa muito, já que logo-logo elas serão destruídas e reconstruídas de novo!), e que a gente pode esperar um novo imposto pro próximo ano, dirigido exclusivamente pra o custeio das consequências dessas “porradarias”...
E, enquanto as pessoas especulavam à respeito da sua vida, o herói, já muito debilitado por todas as armas e artifícios usados por seu aqui-inimigo, se arrasta sobre os escombros de um aglomerado atacadista ermo e desativado, procurando pela cápsula que guarda o dispositivo do “Juízo Final”!
O “homem” se movimentava sentindo os ossos soltos dançando sob suas carnes, um dos olhos provavelmente nunca mais enxergaria, e não havia certeza se algum dentista lhe conseguiria lhe implantar os dois incisivos perdidos numa das explosões, mas isto não importava agora!Estava a alguns centímetros daquele dispositivo mortífero, de engenharia também alienígena, com efeitos terríveis, que ele próprio ignorava!
Tomou-o em suas mãos!Era prateado, pequeno como uma caixa de charutos, e possuía um interruptor no centro com um adesivo em uma língua a qual reconhecia de sua infância extraterrena: Liga/Desliga; e um display acusando que havia apenas alguns segundos!
Um som suspeito estalou atrás de si. Ele se virou, e o monstro de oito metros de altura, pêlos grossos, uma jaqueta de couro de uns quinze invernos venusianos atrás, cravada com os botons de figuras ilustres as quais havia assassinado, fechava o punho sobre a cabeça do herói para o esmagar!
-Relaxa grandão, eu tô de saco cheio disso aqui também!
-Grunf, upk nummaf!-Respondeu a figura terribilíssima!
-Senta aí que falta pouco... -o herói afastou com um peteleco um pedaço do piso de uns trinta mil quilos do oitavo andar da administração (ele o sabia por conta daquele porcelanato horrível que havia notado enquanto fora atirado através das paredes do ambiente, e em uma micro fração de segundos viu e ponderou sobre o mal gosto do arquiteto que sugerira aquilo!Além do mais era muito poroso, o que dificultaria demais a higienização!Não se admirava de o encontrar tão encardido!).
Já acomodados quando estava tudo prestes a ser consumado (o monstro se utilizou de um cadáver avulso como almofada. Seu ossinho alienígena do cóccix havia sido danificado durante uma queda em uma de suas incursões noturnas ao banheiro, por conta de sua incontinência urinária), e então ambos se deram as mãos.
-Foi bom trabalhar contra você grandão. Vamos dar uma lição neles!
Woghjaid ashgom lhagutab!-uma lágrima escorreu daqueles olhos peludos, e tudo mais virou pó!




Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...