domingo, 18 de novembro de 2012

O Livro Me Garantia a Conquista...

Sentou-se ao fundo, como de costume, e o amor, que nem era belo tomou também seu lugar.
Veio-lhe à cabeça que o livro dizia que a mentalização do sentimento dominaria a mente alheia, e projetaria a empatia necessária pra iniciar o romance!
Era só potenciar o eco de pensamento de que era bem quisto que mesmo o presente namoro não seria empecilho! 
-Me amas Fulana!É certo que me amas, com toda força e empenho!- Era mais ou menos este o rosário psíquico que tecia pra influenciar a rapariga!
Vez ou outra as simpatias da moça pareciam declinar, daí se requeria mais empenho, e quase sentia se envergonhado ao imaginar que seus pensamentos podiam reverberar em gritos desesperados pelas paredes da sala!
Olhava ressabiado às costas do educador, e conferia se algum dos outros discentes ouviu que quase implorava a voz que antes ordenava obediência afetuosa!
Repetiu a ladainha ao infinito, até que notou que suas notas haviam condenado o ano!
A garota seguiu o namoro e os estudos, ao encantador só restou a lição inversa do livro!


Anderson Dias Cardoso.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...