quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sobre Ovelhas e Lobos.

Quando as ondas potentes isolaram a ilha e os caçadores já haviam quase extinto os lobos, o último se mirou na historia de seus pares para se compadecer do casal de ovinos.
-Não comerei de suas carnes, visto que a nobreza da vida deve ser respeitada! Pastarei convosco, e seremos todos irmãos!
Os agradecidos, baliram cumprimentos e agrados  ao predador piedoso e houve pasto farto à quem quisesse, e harmonia entre os diversos.
Houveram tantas épocas de cio, e multiplicaram se os rebentos do par diante dos olhos serenos do já velho lobo, até que veio a grande seca queimou os verdes e mirrou seus corpos.
E foi quando nada mais havia à se comer, que a multidão de magros pelegos circundaram aquele que era solitário; e decidindo pelo tabu da consangüinidade, devoraram, antes de si mesmos, o lobo...
Afinal; em meio à necessidade todas as ovelhas são negras...

Anderson Dias Cardoso.

4 comentários:

H A R R Y G O A Z disse...

How a Wonderful New Year!

cOntos;cRonicAs,poEsias e oUtras cRiaçÕes disse...

dando uma de gringo aqui tbm ... Amaizinnnnnnnnnnnnnnnnnnnng!
hehehe!

Célia Ramos disse...

E é como se diz: às vezes, fazemos tudo pra preservar e ajudar o outro, mas este, quando se ver em fase ruim, não te ver como um amigo que sempre o ajudou, mas como uma presa que mais uma vez servirá às suas necessidades!
Tenha um Feliz ano Novo! Adoro quando passas no meu humilde cantinho e deixas teus preciosos comentários! Fica com Deus!

Allan Azevedo disse...

Perfeita a analogia... Todos nós temos um pouco dessa ovelha! Hahaha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...